SLZMA

Informação e Entretenimento

São Luís completou 410 anos, porém com agravante social muito grande; veja os motivos da população que usa transporte coletivo tem para não comemorar o aniversário da capital

Nesta quinta-feira 8/9 de setembro, foi o dia da comemoração dos 410 anos da Capital de todos os maranhenses. Mas São Luís não tem muito o que comemorar quando o assunto é transporte coletivo, aliás, embora a cidade ofereça atividades turísticas, belezas naturais, variada culinária rica em pratos típicos e um povo hospitaleiro, a gestão pública que se instalou nos últimos anos está a cada dia mais perdida quando o assunto é transporte coletivo, o município vive a maior crise do setor. Quem paga a conta sempre é o usuário.

Os problemas de trânsito, na mobilidade urbana, de desemprego, desrespeito ao meio ambiente e obras que parecem não ter fim entristecem a população que afirma não ter muito o que comemorar nesta data. Esta cidade que ostentava simpatia e carisma quando era considerada um modelo de gestão, já foi, em tempos passados, eleita como um dos melhores lugares para se viver no País. O SlzMa, depois de receber varias reclamações dos nossos leitores, fomos conferir de perto a situação dos ônibus e as dificuldades enfrentadas pelos usuários da capital e da zona rural.

As imagens abaixo são facilmente reconhecidas por aqueles que utilizam diariamente o transporte publico da capital, pois fazem parte do cotidiano de muitos trabalhadores e estudantes mesmo quem não anda de ônibus sabe como é, fica difícil se movimentar pela cidade. O trabalhador já começa o dia correndo, é obrigado a passar por total desconforto.

GridArt_20220910_003727880

Embarcamos em alguns coletivos que fazem linha para área Itaqui-Bacanga e parte da zona rural, e o resultado, são viagens cheias de emoção, embarcadas por verdadeiro clima de revolta por parte dos passageiros. Já no terminal da praia grande o usuário tem uma prévia de como será o trajeto. A espera que pode chegar a 50 minutos para muitos é um momento de tensão.

Como não há nenhuma regra para o embarque, idoso, crianças, deficientes e mulheres grávidas sofrem para conseguir entrar no coletivo. No embarque, o clima é de competição: quem consegue ser mais ágil, tem a certeza de ir sentado. . O trabalhador já começa seu dia correndo, é obrigado a passar por total desconforto. O chamado “direito de ir e vir” é fundamental e se choca com a ganância por mais lucro dos empresários. Se faz necessária uma atuação a partir da perspectiva dos trabalhadores e da juventude.

Veja os agravantes

Esse é mais um fato que demonstra a precariedade do sistema de transporte coletivo que opera na capital maranhense. Além do risco de vida que os passageiros correm, outras reclamações são relatadas pelos usuários do transporte público, como ônibus quebrado, portas que caem e até goteiras nos coletivos.

A reportagem selecionou alguns casos que aconteceram nos últimos meses e que demonstra a falta de estrutura do transporte público da capital e quem sofre as consequências são os usuários.

Ônibus pega fogo IIMG_20220909_230005

Um ônibus ficou totalmente destruído no início da manhã do dia 17 de novembro de 2021, quando trafegava pela Avenida Getúlio Vargas, no bairro Montes Castelo, na cidade de São Luís, após apresentar um problema e pegar fogo em seguida. O coletivo fazia a linha Cohatrac IV. O incêndio pode ter sido causado por pane elétrica.

Ônibus pega fogo II

IMG_20220909_225929

Um ônibus do transporte público da linha Ribeira/Maracanã pegou fogo na noite de sexta-feira 27/5, em frente ao Terminal de Integração do bairro do Maracanã na BR 135, em São Luís.

Segundo informações, o incêndio começou na parte do motor que começou a perder força e a fumaçar, logo em seguida o fogo se espalhou por todo o veículo que ficou totalmente destruído. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mais chegou tarde.

Ônibus pega fogo III

IMG_20220909_225737 IMG_20220909_225707

O caso aconteceu na manha de quarta-feira 13/7, na Avenida Guajajaras, na altura do bairro do São Cristóvão, um ônibus com problemas mecânicos começou a pegar fogo e logo se alastrou, funcionários de uma loja conseguiram controlar as chamas ate a chegada dos bombeiros.

Ônibus pega fogo IV

IMG_20220909_225001

O incêndio ocorreu nas primeiras horas da manha de quinta-feira 4/8 na avenida dos Franceses no bairro do Anil. Um ônibus da empresa Ratrans fazia linha Coroadinho/Bom Jesus quando pegou fogo nas proximidades do outeiro da Cruz, em frente a faculdade Ceuma.

Ônibus pega fogo V

IMG_20220909_224917

Ônibus que fazia linha para Parque Jair pega fogo no próprio bairro no início da tarde de terça-feira 30/8. As chamas começaram na parte da frente, e se alastrou por todo coletivo.

Ônibus pega fogo VI

IMG_20220909_225511

Na noite do dia 27 /5, um ônibus que faz linha Ribeira/Maracanã pegou fogo e ficou totalmente destruído. O fato aconeteceu em frente ao terminal de integração do Distrito Industrial de São Luís. O Corpo de Bombeiros do Maranhão chegou ao local e controlou as chamas, mas o coletivo ficou destruído. Felizmente ninguém ficou ferido.

Porta de ônibus cai – parte IIMG_20220909_225801

Na manhã do dia 9 novembro de 2021, um ônibus que faz a linha Cidade Olímpica/Ipase foi obrigado a parar porque a porta dianteira caiu e o motorista obrigou os passageiros a descerem.

Porta de ônibus cai – parte IIIMG_20220909_225825

No fim da tarde do dia 2 de julho deste, a porta traseira de um ônibus caiu no chão. O fato teria acontecido por volta das 17h35, dentro do terminal de integração da Praia Grande, localizado no Centro Histórico de São Luís.

Ainda com informações do internauta, o ônibus que apresentou problemas faz linha para o Gapara, região Itaqui-Bacanga, e estava praticamente lotado. Felizmente ninguém se feriu, mas o susto foi grande.

Goteira no tetoIMG_20220909_225850

Na noite do dia 31/5, alunos do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) – campus Maracanã fizeram um vídeo onde mostra um buraco no teto do ônibus da linha Vila Esperança / Terminal São Cristóvão / Terminal Cohab.

Ônibus no “prego”

IMG_20220909_225908

Na manhã do mesmo dia, um ônibus teve um problema mecânico e ficou no “prego”, na avenida Jerônimo de Albuquerque, no Cohafuma, sentido Cohab. Segundo o motorista, o problema se deu por causa dos buracos na pista.

Diante de toda essas situações, os usuários do transporte coletivo tem o que comemorar?

 

Por SlzMa/O imparcial

SLZMA

Deixe um comentário

Voltar ao topo