SLZMA

Informação e Entretenimento

Entre os estados brasileiros, Maranhão ocupa 24ª posição no IPS no ranking de qualidade de vida

O Maranhão ocupa a 24ª posição no ranking do Índice de Progresso Social (IPS) 2024, que mostra os estados brasileiros com as melhores qualidades de vida. Desenvolvido pela organização Social Progress Imperative, o IPS mede a qualidade de vida considerando o desempenho social e ambiental de diferentes territórios.

Os dados são atualizados desde 2014 e, em 2024, o Maranhão registrou uma pontuação de 55,72 a frente apenas de Rondônia (55,67), Acre (55,31) e Pará (53,20). O índice é composto por três dimensões principais: Necessidades Humanas Básicas, Fundamentos do Bem-estar e Oportunidades.

Os números variam de 0 (pior) a 100 (melhor) e corresponde à média simples dos resultados do IPS das Três dimensões.

Entre os pontos deficientes do Maranhão estão dois dos quatro itens que compõem a dimensão ‘Necessidades Humanas Básicas’ (moradia e nutrição e cuidados médicos), um item do ‘Fundamentos Do Bem-Estar’ (acesso à informação e comunicação) — todos abaixo dos demais estados.

Na dimensão ‘Oportunidades’, o estado governado por Carlos Brandão (PSB) tem o segundo pior índice em direitos individuais, o pior em liberdades individuais e o segundo pior em acesso à educação superior. (Veja a lista completa abaixo)

Municípios com as piores pontuações

A cidade de São Félix de Balsas aparece entre as 20 cidades com as piores pontuações no IPS Brasil 2024. O município localizado na região sudoeste do estado obteve 43,05 pontos.

Uiramutã (RR) registrou a pior pontuação no índice entre os municípios, com apenas 37,63 pontos. Em seguida, estão Alto Alegre (RR) com 38,38 pontos, Trairão (PA) com 38,69 pontos, Bannach (PA) com 38,89 pontos e Jacareacanga (PA) com 38,92 pontos.

Vale destacar que o Maranhão não tem nenhuma cidade entre as 20 melhores pontuações no IPS Brasil 2024.

Outras capitais como Cuiabá (MT), Campo Grande (MS), Palmas (TO), Teresina (PI) e Aracaju (SE) também apresentam boas pontuações, todas acima de 67 pontos. São Luís (MA) ficou na 15ª posição no ranking das capitais com 65,69 pontos.

Em contraste, cidades como Boa Vista (RR), Rio Branco (AC), Belém (PA), Maceió (AL), Macapá (AP) e Porto Velho (RO) registraram as menores pontuações no índice, variando de 57,10 a 62,76 pontos.

O que diz o Governo?

Por meio de nota, o Governo do Maranhão disse que acompanha a divulgação de dados referentes aos indicadores sociais e atua no combate à redução da desigualdade social e da pobreza no estado. Destacou que o Plano Mais IDH empreendeu ações estruturantes em educação, saúde, saneamento básico, segurança alimentar, geração de renda e habitação.

Em educação, o Maranhão disse ter ampliado a rede de centros de ensino de tempo integral e a de ensino médio integrado à formação profissional. Além disso, afirmou ter implantado a Política Educacional Escola Digna e o Pacto pela Aprendizagem, que desenvolve ações formativas para profissionais de educação infantil e ensino fundamental. No ensino superior, disse ter aberto 20 campi da Uema.

Em saúde, disse que os serviços de atenção primária em saúde nos municípios maranhenses melhoraram, segundo o Previne Brasil.

Na área de saneamento, justificou haver um consistente trabalho para o fortalecimento da infraestrutura de abastecimento de água nos 138 municípios em que atua no estado, com investimentos que somam mais de R$ 350 milhões.

Difusora News

SLZMA

Voltar ao topo