SLZMA

Informação e Entretenimento

Servidor da polícia do MA é investigado após cobrar para investigar vazamento de fotos íntimas

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) instaurou processo administrativo contra o investigador da Polícia Civil do Maranhão (PC-MA). O servidor é acusado de cobrar R$ 800 para investigar um caso de vazamento de fotos íntimas de uma jovem de 18 anos.

Os fatos ocorreram no dia 11 de janeiro, na cidade de Santa Inês, localizada a 250 km de São Luís. Contudo, a publicação da portaria autorizando as investigações só se deu no dia 9 de maio, conforme consta no Diário Oficial do Estado.

A vítima, que tinha procurado a Delegacia Regional de Santa Inês em 10 de janeiro para registrar o ocorrido, denunciou que o servidor, que a atendeu, recusou-se a registrar o boletim de ocorrência.

No dia seguinte, 11 de janeiro, o servidor teria cobrado R$ 800 da jovem para “resolver” a situação. Ele teria oferecido, ainda, um atestado médico à vítima para que ela pudesse apresentá-lo em seu local de trabalho.

O servidor teria também mencionado o sistema ‘Guardião’, utilizado na luta contra crimes cibernéticos. A referência levanta questionamentos sobre possíveis desvios na utilização desse recurso, que deveria ser empregado exclusivamente para fins de segurança pública.

SLZMA

Voltar ao topo