SLZMA

Informação e Entretenimento

Promotora de justiça do Paraná pede o fim do “Pai Nosso” nas escolas de Matinhos

Cláudia Luíza da Rosa Tomelin diz que a oração é inconstitucional; a Prefeitura ainda não tomou uma decisão sobre o caso.
O Ministério Público do Paraná (MPPR), por meio da 1ª Promotoria de Justiça em Matinhos (PR), pede a suspensão da oração do “Pai Nosso” que é feita nas salas de aula das escolas municipais.

O ofício assinado pela promotora de justiça Cláudia Luíza da Rosa Tomelin foi endereçado para a Secretaria Municipal de Educação dizendo que a oração ou reza no ambiente escolar é inconstitucional.

A Promotoria, vem novamente solicitar que suspenda quaisquer tipos de orações ou rezas em ambiente escolar, bem como a prática de qualquer ato que possa constranger alunos a participarem de atos religiosos adversos das suas crenças”, diz o documento.

Segundo a secretaria, as crianças oram o “Pai Nosso” na formação das filas, mas a promotora não acatou a justificativa.

A ação do MPPR acontece após denúncias feitas por pais de alunos de religiões não-cristãs. Segundo o site RIC Mais, a Prefeitura de Matinhos ainda não declarou quais providências serão tomadas.

Portal da Cidade News

SLZMA

Deixe um comentário

Voltar ao topo