SLZMA

Informação e Entretenimento

Fome atinge 63% dos maranhenses e o mais grave nos lares com crianças abaixo de 10 anos, diz pesquisa

O Maranhão se torna pauta mais uma vez em rede nacional por está no mapa da fome e a população sofrer com o descaso e abandono do Governo do Estado.

A Reportagem do “Jornal Hoje”, da última quarta-feira 14/9, chamou atenção por tantas pessoas no Maranhão sofrerem ainda com esse problema pertinente que é a fome e a insegurança alimentar.

De acordo com o levantamento da Rede Brasileira de pesquisa em soberania e segurança alimentar (Penssan), mais de 63% dos lares maranhenses com crianças menores de 10 anos de idade enfrentam a insegurança alimentar, ou seja, quando não há comida suficiente e as pessoas chegam a passar fome.

O mesmo levantamento mostrou que, em todo o Brasil, o Maranhão é o sexto estado com a maior proporção de pessoas passando forme. A taxa de maranhenses que não tem acesso a alimentos em quantidade suficiente é de 29,9%.

O levantamento foi realizado entre novembro de 2021 e abril de 2022, a partir de entrevistas em 12.745 domicílios, em áreas urbanas e rurais em 577 municípios, distribuídos nos 26 estados e Distrito Federal.

O ex-governador Flávio Dino, que por tantas vezes levantou a bandeira de ser contra a fome no estado e se dizia preocupado com essa situação, em nenhum momento soube ter o posicionamento certo para tratar de melhorias com a falta de auxílio alimentar no Maranhão.

A política de implementação de restaurantes populares colocada em prática pelo governo Flávio Dino não passou mais uma vez de uma simplesmente uma farsa para esconder a real situação do Estado e o Maranhão enquanto ficar assim, o problema da fome estará longe de acabar…

SLZMA

Deixe um comentário

Voltar ao topo