SLZMA

Informação e Entretenimento

Deputado Cláudio Cunha é condenado a ressarcir os cofres públicos em Apicum-Açu o valor de R$ 970.242,00

O Deputado Cláudio Cunha foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão a ressarcir integralmente o valor de R$ 970.242,00 (novecentos e setenta mil e duzentos e quarenta e dois reais) aos cofres públicos do município de Apicum-Açu. A condenação decorre de irregularidades identificadas no Pregão Presencial nº 009/2017, destinado à contratação de empresa fornecedora de materiais de limpeza e higiene para os prédios da administração municipal.

Irregularidades e Violação dos Princípios da Administração Pública

O processo nº 0800452-41.2019.8.10.0071 revelou que as ações de Cunha desrespeitaram princípios fundamentais da administração pública. Segundo a sentença proferida pelo juiz Azarias Cavalcante de Alencar, os atos praticados não se limitaram a simples negligência ou descumprimento de deveres administrativos, mas evidenciaram uma intenção deliberada de distorcer o processo licitatório.

O magistrado destacou em sua decisão: “As condutas provadas por tais documentos não foram movidas pelo elemento subjetivo culpa, que se caracteriza pelo descumprimento de um dever de cuidado que pese sobre o gestor. Para além da mera inaptidão na gestão da coisa pública, tais atos demonstram a intenção de desvirtuar a teleologia do processo licitatório, com violação de normas cogentes que o norteiam, acarretando, em consequência, a lesão aos cofres públicos municipais.”

Decisão e Possibilidade de Recurso

A sentença do juiz Azarias Cavalcante de Alencar sublinha a gravidade das irregularidades e a necessidade de responsabilização. No entanto, a decisão ainda cabe recurso e poderá ser revisada pelo Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão.

A condenação do deputado Claudio Cunha serve como um alerta sobre a importância da transparência e da integridade nos processos licitatórios e na administração pública todo. O caso ressalta a vigilância necessária para garantir que os recursos públicos sejam utilizados de maneira adequada e conforme os princípios legais e éticos estabelecidos.

Contexto e Repercussões

O Pregão Presencial nº 009/2017 foi um processo licitatório crítico para a manutenção dos prédios municipais, envolvendo a compra de materiais de limpeza e higiene, itens essenciais para a preservação da saúde pública e do ambiente de trabalho. A descoberta de irregularidades e a subsequente condenação reforçam a importância de mecanismos de controle e auditoria eficazes na administração pública.

O ressarcimento do valor estipulado na sentença representa uma medida de reparação financeira ao município de Apicum-Açu, buscando minimizar os danos causados pela má gestão e promover a responsabilidade administrativa.

Esse caso exemplifica a atuação do judiciário na fiscalização dos atos administrativos e na proteção do erário, contribuindo para a construção de uma administração pública mais eficiente e justa.

 

 

 

 

Fonte/webcururupu.com.news

SLZMA

Voltar ao topo