SLZMA

Informação e Entretenimento

Clientes acusam empresa de passeio náutico, de calote

Um grupo de 17 pessoas acusa a empresa de passeio marítimo Prismar Tour, de calote. O problema teria ocorrido na data do dia 19 de fevereiro de 2022.
O pacote foi fechado para dar uma volta na orla marítima de São Luís, toda a negociação foi tratada diretamente com o proprietário da empresa, o senhor Marcone Simplício. Helton da Costa Silva de 53 anos, conta que inclusive o pagamento extra no valor de R$ 350,00 por alguns volumes que levariam no passeio, (caixas com bebidas).

O caso

Helton da Costa Silva, conta que a primeira decepção dele, e do grupo de amigos foi a localização errada informada pela empresa, que só após 1 hora de atrasos debaixo de chuva conseguiram chegar no exato local da saída para o passeio.

No boletim de ocorrência (veja B.O) registrado na delegacia, o grupo de amigos relatam que, assim que estavam prontos para embarcar na lancha, a esposa do empresário Marcone Simplício, identificada apenas como Priscila, impediu que o grupo levasse as caixas com as bebidas, já acordado no fechamento do pacote com o pagamentos adiantados com o senhor Marcone Simplício, o que levou a um bate-boca.

Segundo ainda os relatos, toda essa confusão foi presenciada por outras pessoas que também aguardavam para o passeio. Dizem ainda que a senhora, Priscila muito alterada, desafiava o grupo que sofreu o prejuízo, que não reembolsaria o grupo, no valor de mais de mil reais, deixando-os na beira-mar sem respostas;

Constrangidos, saíram do local sem gozar do passeio que estava planejado a dias, somente a decepção e o prejuízo foram recebidos.

O que diz a empresa Prismar Tour

Em resposta Prismar Tour, afirma que o grupo de pessoas infringiam as regras da empresa.

Segundo a empresa, Helton e seus amigos levaram cerca de 5 caixas térmicas, fora do acordado já assinado, anteriormente.

A embarcação segue regras e tudo é controlado com uma lotação acompanhada por um profissional da área, aonde calcula a quantidade e peso do que está sendo transportado.

Ainda segundo a Prismar Tour, o grupo ficou alterado, e para não haver mais desentendimentos, em respeito aos outros passageiros, que estavam aguardando, decidiram deixar o grupo levar as caixas, com uma condição, reduzindo os volumes.

A Prismar Tour, contou ainda que o senhor Helton da Costa Silva, entendeu porém seus amigos já chateados decidiram não seguir mais a viagem.
Dessa forma, a empresa não se responsabiliza pela desistência, mesmo após ter regras quebradas, e tentado de todas as formas acolher ao grupo.

Ainda segundo a empresa, todo o trabalho prestado, é feito com respeito e harmonioso.

Leia o B.O na íntegra

 

 

2a63cc7a-c6dc-4d89-b6df-20495577b044

SLZMA

Deixe um comentário

Voltar ao topo