SLZMA

Informação e Entretenimento

Cedral sofre com revezamento de oligarcas no poder há décadas; situação impede crescimento do município

Há cinco décadas o município de Cedral, no Litoral Ocidental Maranhense, vive numa eterna guerra entre os poderes familiares do ex-prefeito Jadson Passinho (DEM) e do atual prefeito Gabriel Cuba (PL), cada qual com suas razões e objetivos, mas sempre com a população pagando a conta.

A disputa entre os dois coronéis impede o crescimento da cidade e o resultado é visto num simples giro pelo município empobrecido durante esse período de domínio.

Durante 50 anos, as duas oligarquias degradaram o lugar. Neste período não houve investimentos por parte do poder público na área econômica. Os setores produtivos: pesca e agricultura, não receberam um tostão de incentivo. Os pescadores não têm perspectiva nenhuma de melhorar sua produção e os lavradores não conhecem o arado.

Cedral sofre com débitos milionários junto à União, principalmente, por questões previdenciárias. Em função disso, a prefeitura enfrentar dificuldades para celebrar convênios nos governos federal e estadual.

A briga pelo poder no empobrecido município fica apenas entre duas famílias: eles revezam no comando da gestão municipal de quatro em quatro anos.

Uma fonte ouvida pelo blog fez um profundo desabafo. Segundo nos relatou, não adianta tentar rasgar o passado, pois os dois grupos políticos que se revezaram no poder ao longo destas cinco décadas, são culpados e responsáveis pela pobreza de Cedral e pela miséria instalada no lugar. Como gestores e ex-gestores, Cuba & Passinho poderiam ter levado este o município à prosperidade.

Com informações do blog do Antônio Martins

SLZMA

Voltar ao topo