SLZMA

Informação e Entretenimento

Acredite se quiser! Prefeita de Mato Grosso decide renunciar ao cargo em protesto contra eleição de Lula: ‘Não compactuo com ideologia do presidente eleito’

A prefeita de Carlinda (município localizado a 775 Km de Cuiabá, no Mato Grosso), Carmelinda Coelho (União), anunciou que vai renunciar ao cargo. Ela disse que vai abdicar da função por não aceitar a derrota do presidente Jair Bolsonaro (PL) no 2º turno das eleições presidenciais. O vice-prefeito da cidade, Padre Fernando de Oliveira Ribeiro, vai assumir o cargo.

A renúncia acontecerá logo após a posse de Lula, prevista para 1º de janeiro. A informação foi confirmada ao PORTAL DA 98 FM pela própria assessoria da prefeitura. Ela também deu entrevista a veículos de imprensa locais reafirmando que vai renunciar.

Em entrevista ao Gazeta Digital, Carmelinda disse que tomou a decisão por não compactuar com a ideologia do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A prefeita ainda completou que já anunciou a sua decisão ao seu staff e que a renuncia deverá ser finalizada em dezembro.

Vou renunciar ao meu cargo, sim. Já pedi para os meus secretários organizarem todas as pastas, deixar tudo certo. Eu não compactuo com a ideologia que o presidente eleito tem. Por eu ser uma pessoa que falo o que penso e por estar ainda em um país democrático, ainda democrático. Diante do meu perfil, do jeito que eu sou, se eu continuar, irei prejudicar a minha família e os meus amigos”, disse a prefeita à reportagem.

Carmelinda foi eleita prefeita de Carlinda, em 2020. Ela recebeu 4.646 votos. No pleito, Jaco de Souza Santos (PSB) ficou em segundo, com 5,36%, seguido por Francisco Andre do Prado (PT), 4,48%.

IMG_20221104_141227

A prefeita ainda explicou que deixará a função por temer ser penalizada.

Todos sabem que nós, do município, temos que cumprir leis federais. Se caso tiver uma lei contrária a minha ideia, eu não vou cumprir e se eu não for cumprir, eu vou ser penalizada. Para que a minha família não sofra com isso, eu vou entregar o meu mandato e seguir como qualquer cidadão”, completou a prefeita, que fez questão de não citar o nome do presidente eleito.

Terra Brasil Notícias

SLZMA

Deixe um comentário

Voltar ao topo